Notícias


Publicado em: 07/07/2016

Horário Reduzido na Central da RMR

O Disque-Denúncia Pernambuco informa à população pernambucana que a partir do dia 1 de Julho passará a funcionar de forma reduzida, recebendo informações apenas durante o horário comercial, de segunda à sexta, das 8h às 18h. A mudança se faz necessária diante da impossibilidade de renovação da parceria com o Governo do Estado, através da Secretaria de Defesa Social, para o repasse de recurso financeiro indispensável para o funcionamento nos moldes atuais. Informações continuam podendo ser repassadas através do www.disquedenunciape.com.br

Atenciosamente,

Diretoria Disque-Denúncia Pernambuco




Publicado em: 07/07/2016

Atendimento suspenso na Central Agreste

Ao longo dos 12 anos de atuação do Disque-Denúncia no Agreste, o serviço sempre se pautou pela transparência e seriedade em suas práticas. São mais de 112 mil informações que auxiliaram a resolver crimes, encontrar procurados da Justiça e reunir famílias.

Mais de 1.5 mil criminosos foram presos graças à participação dos pernambucanos através das nossas linhas telefônicas e do site - serviço pioneiro em todo o território nacional. Ao longo desses anos, nenhuma identidade foi revelada, com a garantia absoluta do anonimato.

Em respeito à essa tradição, a OSCIP Movimento Agreste Contra o Crime informa que, a partir desta sexta-feira (8), o atendimento da central do serviço Disque-Denúncia Agreste ficará suspenso por tempo indeterminado.

A decisão se faz necessária diante da impossibilidade de renovação da parceria com o Governo do Estado, através da Secretaria de Defesa Social, para o repasse de recursos financeiros indispensáveis para o funcionamento do serviço.

Atenciosamente,

Diretoria OSCIP Movimento Agreste Contra o Crime




Publicado em: 06/12/2015

15 Anos do Disque-Denúncia

Disque-Denúncia Pernambuco comemora 15 anos com marca de 500 mil informações

 

O Disque-Denúncia Pernambuco completa nesta sexta-feira(12) 15 anos de atuação no estado, comemorando a marca de meio milhão de informações recebidas ao longo desse período. Atualmente, o serviço é o maior banco de dados de denúncias sobre segurança-pública do Norte/Nordeste. Criado no ano 2000 pela sociedade civil e mantido em parceria com o Governo do Estado, o serviço funciona 24 horas por dia, 365 dias no ano, recebendo informações, que vão desde reclamações sobre som alto até homicídios.

 

Com duas centrais, uma no Recife, outra em Caruaru, o Disque-Denúncia Pernambuco foi o primeiro do Brasil a receber informações pela internet, com a garantia do anonimato. "Em tudo o que fazemos, sempre temos o anonimato como foco principal. Damos essa garantia para que o denunciante possa auxiliar o trabalho das autoridades de forma completamente segura. Em 15 anos, nunca tivermos a identidade de nossas fontes relevada", explica a superintendente do DDPE, Carmela Galindo.

 

Não faltam exemplos do sucesso do modelo em Pernambuco. Casos como Maristela Just, o  vaso no estádio do Arruda, o desmembramento do grupo de extermínio Thundercats, a prisão da maior quadrilha de sequestros de Pernambuco e a Chacina de Poção dão uma ideia do papel desempenhado pelo Disque-Denúncia ao longo desses quinze anos. "Sempre temos como objetivo servir de ponte entre a sociedade civil e as autoridades. Acreditamos que é possível construir uma cultura de paz com a participação de todos. Campanhas periódicas realizadas em parceria com diversas entidades também auxiliam no estímulo à denúncia e prevenção.", conta Galindo.

 

Para realizar uma denúncia, basta telefonar para 3421-9595, na Região Metropolitana do Recife e Zona da Mata Norte, ou (81) 3719-4545, no interior do Estado. Também é possível repassar informações através do site da central www.disquedenunciape.com.br, que permite o envio de fotos e vídeos. O serviço funciona durante 24h, todos os dias da semana. O anonimato é garantido.

 

OS ASSUNTOS MAIS DENUNCIADOS NA ÚLTIMA DÉCADA (2005-2015)

 

DROGAS = 111.297 informações

 

ARMAS = 92.741 informações

 

PERTURBAÇÃO DE SOSSEGO = 60.456 informações

 

DD ONLINE (Desde Set. 2012) =16.724




Publicado em: 18/11/2015

Disque-Denúncia no WhatsApp

Mantendo a tradição de pioneirismo, o Disque-Denúncia Pernambuco inicia o recebimento de informações através do aplicativo WhatsApp, em caráter de testes. O serviço é o primeiro do Brasil a receber mensagens através do aplicativo com a garantia completa do anonimato, como já ocorre por telefone e pelo site.

 

Estão sendo disponibilizados dois números para a população pernambucana. Para denúncias realizadas a partir da Região Metropolitana do Recife e Zona da Mata Norte, o contato pode ser feito pelo WhatsApp através do (81) 9 9341-0202. Já para quem é do interior, o contato pode ser realizado pelo (81) 9 9774-1575.

 

Assim como acontece nas denúncias realizadas através do site, o informante recebe uma senha com a qual pode acompanhar o andamento da sua denúncia através dos fones (81) 3421-9595, RMR e Zona da Mata Norte, e (81) 3719-4545 para o interior do estado.

 

O serviço de recebimento de denúncias através do whatsapp na RMR está funcionando durante a fase de testes se segunda a sexta-feira. Nos finais de semana e feriados, as denúncias podem ser realizadas através do site e do telefone.

 




Publicado em: 24/10/2015

DD 20 Anos

O Disque-Denúncia de Pernambuco é pioneiro no serviço de central de denúncias no Norte e Nordeste do país e surgiu no ano 2000 inicialmente atendendo apenas a capital, Recife. Nestes quinze anos, a central recebeu mais de 415.000 denúncias dos moradores. Por meio dessas informações sigilosas, a polícia recifense pôde realizar 3.470 prisões, apreender 466 armas de fogo e quase três mil quilos de drogas, entre maconha, crack e cocaína.

 

Em dezembro de 2002, o Disque-Denúncia Pernambuco estendeu seus serviços para atender o agreste do estado, sertão e zona da mata sul. Nasceu assim o Disque-Denúncia Agreste, que tem sede em Caruaru e já recebeu 104.108 denúncias anônimas, possibilitando 1346 prisões e a apreensão de 400 kg de drogas e 2232 armas brancas e de fogo.

 

A fim de participar das comemorações pelo sucesso do projeto do Disque-Denúncia, que começou no Rio de Janeiro em 1995, a coordenadora do Disque-Denúncia pernambucano, Carmela Maria Galindo da Silva, estará no próximo dia 22 na solenidade em homenagem aos 20 anos do Disque-Denúncia fluminense, que será realizada no BarraShopping, na zona oeste da cidade. O evento é patrocinado pelo Grupo Multiplan.

 

Na ocasião, Carmela vai assinar a ‘Carta de Compromisso’ que será apresentada no evento. Neste documento, o Disque-Denúncia Pernambuco se compromete a intensificar campanhas de estímulo às denúncias sobre armas de fogo, com o objetivo de diminuir o poderio bélico dos traficantes e auxiliar a Secretaria de Defesa Social do Estado de Pernambuco na elaboração de estratégias de inteligência para desarticular quadrilhas especializadas na comercialização de armas.

 

A ‘Carta de Compromisso’ é uma iniciativa do Disque Denúncia do Rio de Janeiro e vem apoiar a proposta encaminhada ao Congresso Nacional pelo Secretário de Segurança Pública do Rio, José Mariano Beltrame, para aprimorar a política de controle de armas de fogo e munições, contida no Estatuto do Desarmamento (Lei 10.826/2003), endurecendo a pena para pessoas que forem flagradas com porte de arma de grosso calibre, de uso restrito das Forças Armadas.

 

“Este encontro celebrará a união entre as Centrais de Denúncia. Estaremos presentes para aderir à campanha nacional pelo desarmamento e compartilhar o resultado do trabalho de participação da comunidade no combate à violência. Assim como no Rio de Janeiro, onde o projeto nasceu, conseguimos aqui em Pernambuco esse importante apoio dos moradores contra o crime organizado. Somos há quinze anos um elo de confiança entre a população e a polícia, no qual nosso povo exerce a sua cidadania denunciando atos criminosos que colocam em risco a sua segurança”, comenta Carmela Galindo.

 

O Disque-Denúncia Pernambuco funciona mediante uma parceria com a Secretaria de Defesa Social do Estado.  

 

Além de Pernambuco, o projeto inovador do Disque-Denúncia do Rio de Janeiro serviu de inspiração para a criação de centrais em outros três estados: Minas Gerais, Espírito Santo e São Paulo; e já tem braços também fora do país, no Chile e na Argentina.




Publicado em: 05/03/2015

ATÉ R$1000 POR DADOS DE VIOLÊNCIA À IDOSOS

O Disque-Denúncia Pernambuco está oferecendo até R$1.000 para quem denunciar casos de violência e agressão contra idosos. Com o tema "Uma Sociedade Justa Não Aceita Violência Contra Idosos", a entidade está lançando campanha em todo o estado, com a distribuição de cartazes nas delegacias e diversos estabelecimentos.

 

Nos últimos dez anos, o Disque-Denúncia Pernambuco recebeu mais de 12 mil informações sobre casos de violência contra idosos. As denúncias vão desde maus-tratos, abandono, até violência física e psicológica. "Procuramos estimular que as pessoas abram os olhos para um tipo de crime que passa muitas vezes despercebido pela dificuldade de identificação. Todo e qualquer tipo de violência ou agressão contra o idoso deve ser combatida", explica a superintendente do Disque-Denúncia Pernambuco, Carmela Galindo.

 

O maior problema na identificação dos casos que envolvem os idosos ainda é a forte ligação desse tipo de crime com o ambiente familiar. Quase 90% dos casos ocorrem dentro da residência. Em 55% das denúncias recebidas pelo serviço, os filhos são os suspeitos. Fato que acaba inibindo muitos dos idosos de denunciar. "Mas é preciso vencer esse medo. Mesmo sendo da própria família, o idoso deve buscar ajuda. Os vizinhos também podem ser um importante instrumento nessa luta", lembra Galindo.

 

Quem tiver informações sobre casos pode telefonar para 3421-9595, na Região Metropolitana do Recife e Zona da Mata Norte, ou (81) 3719-4545, no interior do Estado. Também é possível repassar informações através do site da central www.disquedenunciape.com.br, que permite o envio de fotos e vídeos. O serviço funciona durante 24h, todos os dias da semana. O anonimato é garantido.

 




Publicado em: 03/02/2015

R$4mil por informações sobre caso em Bezerros

 

O Disque-Denúncia Pernambuco está oferecendo uma recompensa de até R$ 4 mil para quem tiver informações que ajudem a identificar e localizar o suspeito de abusar sexualmente mulheres de um retiro espiritual em Bezerros, interior do estado. O crime aconteceu na madrugada do dia 17 deste mês.

 

Após entrevistas com as vítimas, o Instituto de Identificação Tavares Buril confeccionou três retratos falados do suspeito de cometer o crime. Apesar das imagens diferentes conseguidas a partir das vítimas, todas são representações do mesmo suspeito. O caso está sendo investigado pelo delegado Antônio Dutra.

 

"Através do oferecimento da recompensa, esperamos recolher informações que ajudem a esclarecer esse caso. Principalmente pelo fato de termos retratos falados do suspeito, a participação da comunidade pode ser fundamental na identificação e localização", explica a superintendente do Disque-Denúncia, Carmela Galindo.

 

Quem tiver informações sobre o caso pode telefonar para 3421-9595, na Região Metropolitana do Recife e Zona da Mata Norte, ou (81) 3719-4545, no interior do Estado. Também é possível repassar informações através do site da central www.disquedenunciape.com.br, que permite o envio de fotos e vídeos. O serviço funciona durante 24h, todos os dias da semana. O anonimato é garantido.




Publicado em: 13/01/2015

Até R$2mil por dados sobre morte de vocalista

O Disque-Denúncia Pernambuco está oferecendo uma recompensa de até R$ 2 mil para quem tiver informações que auxiliem as investigações sobre a morte de Marcelo Ferreira da Silva, 31 anos, morto no Cabo de Santo Agostinho, durante show. A vítima foi atingida com tiros no roto e nas costas. Outros dois integrantes da banda ficaram feridos.

"Através do oferecimento da recompensa, esperamos recolher informações que ajudem a esclarecer esse caso", explica a superintendente do Disque-Denúncia Pernambuco, Carmela Galindo.

Quem tiver informações sobre o caso pode telefonar para 3421-9595, na Região Metropolitana do Recife e Zona da Mata Norte, ou (81) 3719-4545, no interior do Estado. Também é possível repassar informações através do site da central www.disquedenunciape.com.br, que permite o envio de fotos e vídeos. O serviço funciona durante 24h, todos os dias da semana. O anonimato é garantido.




Publicado em: 30/12/2014

R$3mil por informações sobre morte em Caruaru

O Disque-Denúncia Pernambuco está subindo para até R$ 3 mil o valor da recompensa por informações que ajudem nas investigações da morte de Andrea Joanade Souza, 34 anos. O crime aconteceu na noite do dia 31 de outubro, na BR-232, próximo ao distrito industrial de Caruaru.

A Polícia trabalha com a possibilidade de Andrea ter sido morta em uma tentativa de assalto. Após sair do trabalho, na garupa de um mototáxi, a moto teria sido abordada por dois suspeitos. Com a recusa do mototaxista em parar, os bandidos dispararam em direção à vítima, atingindo com um tiro na cabeça. "Tínhamos oferecido uma recompensa de até R$2 mil, mas decidimos aumentar o valor para estimular ainda mais a população a enviar informações que possam ajudar a solucionar o caso", explica Alexandre César, coordenador do Disque-Denúncia Agreste.

Quem tiver informações sobre o caso pode telefonar para (81) 3719-4545, no interior do Estado, ou para 3421-9595, na Região Metropolitana do Recife e Zona da Mata Norte. Também é possível repassar informações através do site da central www.disquedenunciape.com.br, que permite o envio de fotos e vídeos. O serviço funciona durante 24h, todos os dias da semana. O anonimato é garantido.




Publicado em: 26/11/2014

R$3 mil por informações sobre morte de músico

O Disque-Denúncia Pernambuco está oferecendo até R$3.000 para quem repassar informações que ajudem nas investigações da morte de Dyelson Cardoso de Lima, vocalista da banda Patusco. O caso está sendo investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).


Na noite desta segunda-feira, Osias Higino Tavares, 27 anos, foi preso no Recife, suspeito de ter participado do crime, mas a investigação segue em andamento. Todas as informações recebidas pelo Disque-Denúncia serão repassadas para o delegado responsável pelo caso, Felipe Monteiro.


Para a superintendente do serviço, Carmela Galindo, o oferecimento da recompensa pode trazer novas informações para a Polícia. "Estamos acostumados, em 14 anos de Disque-Denúncia em Pernambuco, a auxiliar o trabalho policial com o oferecimento de recompensas. Procuramos chamar a atenção do público pernambucano, para que possa repassar informações que ajudem na elucidação do caso", explica.


Quem tiver informações sobre o caso pode telefonar para 3421-9595, na Região Metropolitana do Recife e Zona da Mata Norte, ou (81) 3719-4545, no interior do Estado. Também é possível repassar informações através do site da central www.disquedenunciape.com.br, que permite o envio de fotos e vídeos. O serviço funciona durante 24h, todos os dias da semana. O anonimato é garantido.




Publicado em: 13/05/2014

R$20mil POR INFORMAÇÕES SOBRE MORTE DE MÉDICO

As informações sobre o assassinato do médico Artur Eugênio de Azevedo Pereira agora valem até R$20 mil. O novo valor está sendo oferecido pelo Disque-Denúncia Pernambuco, na tentativa de auxiliar as investigações sobre o caso. Atualmente, a polícia está à procura de Flávio Braz de Souza, suspeito de ser um dos executores do crime. O aumento no valor oferecido pela ONG é proveniente de doação realizada nesta terça-feira.

 

Cartazes com a foto do suspeito serão distribuídos por todo o Estado. "Trabalhamos em parceria constante com a Polícia. Hoje, recebemos uma doação privada para elevar o valor da recompensa, e acreditamos que este seja um incentivo a mais para levar à localização suspeito, que está foragido", explica a superintendente do Disque-Denúncia Pernambuco, Carmela Galindo. Até o momento, já foram recebidas 22 denúncias sobre o caso. 

 

A vítima foi encontrada morta a tiros às margens da BR-101 Sul, na manhã do dia 13 de maio, no bairro de Comporta, em Jaboatão dos Guararapes. O corpo foi encontrado com quatro marcas de bala: três nas costas e uma na cabeça. Já o carro do médico foi encontrado incinerado no bairro da Guabiraba, Zona Norte do Recife.

 

Em junho, o médico Cláudio Amaro Gomes, 57 anos, e o filho, Cláudio Amaro Gomes Júnior, 32, foram presos suspeitos de mandar matar Artur Eugênio. No início deste mês, a Polícia Civil realizou a prisão de Lyferson Barbosa da Silva, acusado de participar do crime como executor. Atualmente, apenas Flávio Braz de Souza, conhecido como 'Boca de lata' ou 'Paladino', dentre outros, está foragido.


 
Quem tiver informações sobre o caso pode telefonar para 3421-9595, na Região Metropolitana do Recife e Zona da Mata Norte, ou (81) 3719-4545, no interior do Estado. Também é possível repassar informações através do site da central www.disquedenunciape.com.br, que permite o envio de fotos e vídeos. O serviço funciona durante 24h, todos os dias da semana. O anonimato é garantido.

 

 




Publicado em: 30/04/2014

Disque-Denúncia lança campanha por informações sobre casos de violência contra a mulher

O Disque-Denúncia Pernambuco está oferecendo até R$2 mil para quem tiver informações sobre o acusado de assaltar e estuprar uma mulher, no bairro de Torrões. Segundo relato da vítima, a abordagem ocorreu na Rua da Lama, em março deste ano. A abordagem aconteceu quando a vítima caminhava com duas amigas. Ao se aproximar de moto, o acusado agrediu uma das mulheres, que conseguiram fugir. A vítima foi forçada a subir na moto, sendo levada para o bairro de Torrões, local do estupro.


Através de depoimentos, o Instituto de Identificação Tavares Buril (IITB) constituiu um retrato-falado do suspeito. A imagem será distribuída através de cartazes espalhados pelas delegacias do Estado. "Esperamos auxiliar no processo de investigação, estimulando o público a fornecer informações que possam levar à identificação do criminoso", explica a superintendente do Disque-Denúncia Pernambuco, Carmela Galindo.

 

O oferecimento da recompensa faz parte da nova campanha do Disque-Denúncia Pernambuco voltada para a conscientização do público sobre a importância de denunciar casos de violência contra as mulheres. "Os números de informações que recebemos todos os anos sobre o assunto nos alertou para a necessidade de trabalharmos com ainda mais afinco no estímulo para que as pessoas não fiquem caladas. É preciso denunciar casos como esse, e mesmo aqueles que tenham membros da família da vítima envolvidos", alerta Galindo.

 

Quem tiver informações sobre o caso pode telefonar para 3421-9595, na Região Metropolitana do Recife e Zona da Mata Norte, ou (81) 3719-4545, no interior do Estado. Também é possível repassar informações através do site da central www.disquedenunciape.com.br, que permite o envio de fotos e vídeos. O serviço funciona durante 24h, todos os dias da semana. O anonimato é garantido.

 




Clique aqui para denunciar.

Ou ligue para uma de nossas centrais:
  Disque Denúncia em Pernambuco
  (81) 3421-9595 - Recife
  (81) 3719-4545 - Interior/Agreste

 Galeria de Campanhas

Clique sobre as miniaturas para ampliar as imagens: